Revolução do mercado de busca – Proxxima

Apesar de não entender o que tem de revolução acontecendo no mercado de busca, afinal nem uma evolução tão grande tem acontecido quanto mais revolução, estou cobrindo direto do Proxxima a palestra Revolução do mercado de busca  Com um certo receio de ter pago R$ 2.500 para assistir uma palestra básica, resolvi arriscar e ver qual será o conteúdo.

O Paulo Henrique Araújo da Motorola falou que as buscas são fontes de acesso. Fonte de visita. Ele usou SEO nos FAQs para atrair usuários e economizar ligações para o SAC. Outro ponto que é o marketing de busca dá uma vantagem é descobrir comportamento de usuário pelo o que ele está procurando. Mandei uma pergunta para o que ele acha da diferença entre agências puramente SEM e agências normais que ele ficou de responder depois.

O Robson Dias Ortiz do HSBC disse que começou com SEM em 2006 e gostou do resultado. Ele falou que aumentou 50 vezes mais. Ele disse que usa para conhecimento de marca.

Stelleo Tolda do Mercado Livre disse que o foco deles é internet e que usam muito marketing de busca.

O moderador pergunta se a solução é ter um link azul e o Paulo concorda que a busca está ainda engatinhando e que existem alternativas. Já o Robson discorda (ainda bem) e o Stelleo acha que isto é simplicidade e é o há de melhor que há no momento.

O Robson defendeu que SEO é para empresas especializadas, já o Paulo falou que seria melhor que as agências desenvolvessem o site já pronto e citou que SEO é como um arquiteto de casa construida. Ele diz que você tem que mudar para frente o banheiro e não tem jeito. O Stelleo afirma que usa SEO inhouse e no caso dele funciona muito bem.

O Robson falou que a maior dificuldade para implantar uma estratégia de SEO é mudar a cultura das empresas. O Paulo falou que na empresa dele a cultura já tinha sido comprada e ele teve que trabalhar para conseguir mais verba. Foi falado que Link patrocinado no Google não ganha prêmio e que as agências não deveriam se interessar por isto.

Fizeram uma pergunta sobre Universal Search, bem o termo não foi citado, mas concluíram que é bom. Também falaram da busca vertical, não usaram esta palavra, mas foi sobre que lá fora tem sites de busca de casamento especificamente.

O Robson diz que links patrocinados são torneiras que você pode abrir e fechar. Controle.

O moderador perguntou sobre o futuro e o Stelleo falou que o futuro é a web 3.0. Acho que ele quiz dizer busca semântica (web semântica). Ele falou que os robôs controlarão o futuro.

Outra pergunta que fiz que foi se para verificar se uma agência é boa, não seria interessante procurar por ela no Google. O Paulo falou que já teve agência sem site oferecendo SEO e que ele dispensou agência SEM mutreteira.  Eu falo que tem e o povo ainda duvida.

Jogaram no ventilador que tem agência SEM manipulando campanhas de links patrocindos. O Robson se perdeu na resposta e esqueceu a pergunta. Para ele fraude em clique é boato. Já o Stelleo discorda e confirma que existe e é uma coisa séria. O Robson parece não entender falando que existem ferramentas que aumentam o bid automáticamente e o Paulo disse que o Google já regula isto automaticamente. Acho que todos sabem isto.

Bom, terminou e para resumo a sala ficou um pouco mais vazia durante esta palestra. Das perguntas que eram enviadas praticamente todas fui eu que mandei e o povo não se animou. Existiu uma diferença grande de conhecimento e opinião entre os painelistas.  Rolou jabá e as afirmações caiam no lugar comum tanto que foram deboche no twitter. Podia ter sido muito melhor.

14 Comentários »

  1. Mario Nascimento

    March 12, 2008 @ 7:01 pm

    Paulo,

    Muito bom esse resumao do que esta rolando na Proxxima.
    Pelo que vi, nao estou perdendo muito ;).

    Quem sabe NA PROXXIMA nao seja melhor. (desculpem o trocadilho)

    Um abs,

  2. Igor

    March 13, 2008 @ 10:07 am

    Pelo visto foi bem “divertido”.
    Acredito que você já esperava por estas.
    Excelente matéria, parabéns.

  3. flavio

    March 13, 2008 @ 1:11 pm

    tem site de busca de casamento aqui também –> http://www.casamento.com.br

  4. Paulo Rodrigo Teixeira

    March 13, 2008 @ 2:19 pm

    Mario, não ligue pois ouvi esta piada MUITAS vezes. 🙂

    Igor, matou em cheio, mas ainda foi melhor do que eu esperava.

    Flavio, aprendeu com o Enoque do http://www.lagoapraia.com.br hein?

  5. Marcelo Sant Iago

    March 13, 2008 @ 3:38 pm

    Em resposta a sua pergunta sobre seleção de agências, faça uma busca por “marketing de performance” no Google pra saber quem atende Motorola
    😉
    Agora falando sério: é muito simplista sua sugestão de selecionar uma agência SEO só pq ela está bem posicionada. E se ela faz black hat, como é que fica?
    Se vc busca uma forma de escolher a agência certa veja este roteiro que interessante:
    http://blog.searchenginewatch.com/blog/080303-074111

    O painel foi morno realmente, porém vale lembrar que o foco do evento não é SEM e a platéia definitivamente não era composta de especialistas, assim era de se esperar que não haveria qquer debate mais profundo ou técnico.
    As coisas poderiam ter sido diferentes se o moderador fosse alguém mais versado em SEM.

  6. Paulo Rodrigo Teixeira

    March 13, 2008 @ 4:57 pm

    Oi Marcelo,

    O Paulo não fez jabá, mas eu já sabia por quem ele era atendido. Ele é muito esclarecido no assunto e explicou o processo de escolha da agência dele.

    Minha pergunta foi uma brincadeira, tanto que o Pyr assim que viu meus smiles entendeu na hora e a resposta do Paulo foi o que eu queria ouvir e ajudou provavelmente muita gente a escolher uma empresa. Só teve um detalhe a mais que foi omitido pelo moderador na minha pergunta, mas se ele não citou, deixo quieto.

    Um detalhe que com os ítens que você sugeriu também não dá para identificar um black hat. Para mim, a melhor estratégia é perguntar a clientes de longa data. Eles é que darão a melhor resposta.

    Um grande abraço

  7. Marcelo Sant Iago

    March 14, 2008 @ 4:44 pm

    Oi Paulo,
    discordo de vc: a partir das respostas é facilmente possível identificar um black hat com aquele guideline.

  8. Paulo Rodrigo Teixeira

    March 19, 2008 @ 3:07 pm

    Marcelo o texto é muito simples,

    No texto ele pergunta apenas o que a empresa faz. Se a empresa listar um série de técnicas Black Hat SEO, a guideline estaria cumprida e o cliente que não entende estaria feliz.

    Um abraço,

  9. Robson Ortiz

    March 19, 2008 @ 6:36 pm

    Olá Paulo,

    Esclarecendo…. acredito que você perdeu um pedaço!!! Existem feramentas que aumentam o Bid e forçam o seu concorrente a pagar o CPC máximo no leilão. Quando o concorrente para de imprimir, pq gastou toda a verba a ferramenta volta a ajustar o seu CPC para o CPC mínimo. Essa é uma das maneiras de se fraudar [manipular a campanha].

    Abraço e parabéns pela cobertura do evento.
    Robson.

  10. Tiago M.S. Luz

    March 19, 2008 @ 8:05 pm

    Olá Paulo, concordo com você.

    Nada melhor do que uma ou mais recomendações de clientes hoje atendidos pela empresa. De preferencia de setores diferentes.
    Eu sempre acredito que não existe maior lobby do que um serviço bem feito e um cliente feliz. Clientes felizes costumam adorar dizer que estão sendo bem atendidos e com resultados.
    E para ter isso a empresa precisa de muito conhecimento, muitos testes, metodologia, ferramentas de analise de ranking, link building, etc….

    Grande abraço
    Tiago M.S. Luz

  11. Tarcísio . pH Design

    March 19, 2008 @ 9:02 pm

    Não aguentando tudo isso, eu mando um link para vocês chorarem.

    http://www.webvisao.com.br/

    Entrem e chorem. O Brasil é sempre cheio dos seus jeitinhos…

    Aguardo avaliações.

  12. Lucas Flores

    March 23, 2008 @ 11:52 pm

    Caros,

    Gostaria de Entender o que tem que diferença entre o que algumas empresas (MidiaClick) chamam de MKT de Performance em Links Patrocinados, para uma campanha de Links Patrocinados comum.

    Pois PPC é pagamento por Performance.

    att,

  13. Mack

    April 4, 2008 @ 1:22 am

    lamentavel mesmo Tarcisio,
    fazer o q neh!!!! O brasil é isto!

  14. Marcio Gordiano

    December 26, 2008 @ 7:45 pm

    Achei muito interessante o resumo.

TrackBack URI

Comente