Meu chapéu? White Hat SEO

Para afirmar qual chapéu eu uso, acho que antes vale uma explicação do que é um White Hat SEO. Existem diversas técnicas SEO. Acontece que algumas técnicas, apesar de melhorar o posicionamento da sua página, são consideradas desonestas pelos sites de busca e passíveis de punição. O conjunto dessas técnicas é conhecido como Black Hat SEO.

De outro lado, quem pratica o SEO honesto é considerado White Hat SEO. Essa idéia de “chapéu branco” e “chapéu preto” vêm da terminologia hacker. Nela o hacker do bem usa seus dotes de forma ética para ajudar as pessoas. Ele é chamado de chapéu branco. Já o hacker do mal, que usa seu conhecimento para destruir e prejudicar, tem sua cor de chapéu preta.

Grey Hat SEO

Poderia ser simples assim, mas não é. Como o mundo não é preto e branco, existe toda uma infinidade de técnicas que estão na parte intermédia, pois não são consideradas desonestas pelos sites de busca, mas também não tem uma unanimidade ética nela. Essas técnicas são chamadas de Grey Hat SEO. Detalhe que ele também é descrito com a grafia com a como em Gray Hat SEO. Alguns exemplos que podem figurar o Grey Hat SEO são copiar textos de concorrentes para prejudicá-los ou comprar domínios expirados com PageRank alto. O acontece é que um Grey Hat pode variar ao longo do tempo e se transformar em um Black Hat como, por exemplo, a troca e venda de links.

Com isto acho que já dá para entender que existem diferentes linhas profissionais na área de SEO. Eu, por exemplo, acredito na linha puramente White Hat SEO. A principal justificativa para isto é que não importa quantas modificações os sites de busca façam em seus algoritmos, você terá sempre um site racional e ético. Com isto você não corre o risco de ver seu site despencar sensivelmente ou ser punido. Agora entenda que não estou criticando quem pratica ou já praticou uma técnica Grey Hat ou Black Hat, afinal você poderia não saber disto. Também tem a parte de que SEO é testar, testar e testar. O que não recomendo é utilizar qualquer uma dessas duas práticas relacionada ao seu domínio. Como já falei, registrar um domínio custa no máximo R$ 30,00 reais.

Sou Grey Hat SEO? Tem solução?

Agora você pode estar se perguntando: como sei que o que estou fazendo não é um Grey Hat SEO? Para exemplificar, uma aluna minha me disse que usava uma imagem de 1×1 pixel com as palavras-chave que queria ficar bem posicionada na alt tag. Perguntei a ela se aquilo iria ajudar de alguma forma um usuário que visitasse o site. Claro que ela e todos responderam que não, então sempre que for produzir para o seu site faça para o usuário e não para o robô de busca. Faça sites para pessoas.

Se você chegou até aqui e ficou um pouco preocupado, não entre em pânico. A boa notícia é que se você descobriu que está fazendo Grey Hat SEO, você tem chance de mudar a cor do seu chapéu. Basta abandonar aquela técnica de resultado duvidoso e levar em conta que o Google é gente fina e não guarda tanta mágoa. Imagine ser pego de surpresa despencando no PageRank, como muita gente foi pega na última atualização, por vender links? Meu chapéu é branco!

20 Comentários »

  1. Roberto Machado

    November 10, 2007 @ 9:31 pm

    O meu tá branquinho também, e nem precisei mandar lavar. 😉

  2. Gustavo Nozella

    November 11, 2007 @ 5:54 pm

    Falar em ética é sempre um assunto delicado, pois sempre haverá o confronto de idéias. O artigo escrito pelo colega explorou muito bem o assunto e ele se manteve imparcial, mesmo deixando claro o ideal que ele defende.

    Eu particularmente não utilizo técnicas Black ou Gray Hat. Não por achar certo ou errado, mas pelo fato de que algumas destas técnicas não ajudam (e as vezes atrapalham) o usuário. Utilizar um artifício como nosso colega citou (na tag ALT de uma imagem) não agregará valor algum ao meu usuário e por consequência, ao meu site ou de meu cliente.

    Creio que o caminho para se manter com o chapéu branco e reluzente na cabeça é pensar primeiro no usuário e adaptar a estrutura do site para os search engines.

    Parabéns pelo artigo

    Abraço

  3. Paulo Rodrigo Teixeira

    November 12, 2007 @ 3:41 pm

    Muito bom Roberto. =)

    É Gustavo, falou bem. Não tem valor para o meu usuário, não vale.

    Um grande abraço

  4. Marcia

    November 12, 2007 @ 9:30 pm

    A sua aluna do Grey Hat, já esta com o chapeu lavado e atualmente o pixel foi deletado. Quando se está no desespero, lendo um texto aqui e outro alí, qualquer coisa parece válida, simplemente achei que era inofensivo. Visitei tantos foruns, e blogs que realmente não sei onde li essa técnica.
    Valeu Paulo. Agora sou White Hat..

  5. Mauro Suzuki

    November 23, 2007 @ 1:06 am

    E desde quando sair assinando o blog de meio mundo com um link para aqui é white hat? Se te denunciarem no Google é 15 minutos até vc ficar SEM HAT……

  6. Gustavo Loureiro

    November 24, 2007 @ 4:00 pm

    Eu acho que sou white, em último caso black não sou. Não goste de 12 anos.

    Prefiro red (8 anos). Brincadeiras a parte, achei ótimo esse post. Impressionante como pessoas usam técnicas absurdas para colocar um site “no topo”. Pior são os que prometem o primeiro lugar. Como se o Google tivesse colocado a cadeira cativa a venda 😉

    Abraços e sucesso a todos.
    Gustavo Loureiro

  7. Paulo Rodrigo Teixeira

    November 26, 2007 @ 11:25 am

    Marcia,

    Você já está fazendo um bom trabalho. Continue no caminho da luz. 🙂

    Mauro,

    Desculpe, mas não entendi sua afirmação. Eu disse algo sobre assinar blogs? Não pesquei o peixe. Mais detalhes!

    Gustavo,

    Legal a brincadeira. Ser white hat deve ser que vai de água ou de “purinha”. 🙂

    Um grande abraço a todos.

  8. Supimpa

    November 27, 2007 @ 12:56 am

    Boa noite Sr. Rodrigo Teixeira, obrigado pelas dicas. Claramente estarei do lado do chapeu branco. Encontrei diversas assinaturas suas em blogs variados dizendo apenas “site legal, valeu”. Isso não seria chapeu preto? Obrigado, Pedro Ricardo(Supimba Savassi BH 1974)

  9. Gustavo Nozella

    November 29, 2007 @ 5:16 pm

    Acho que o Mauro quis dizer que o que estamos fazendo agora, ao comentar o post e deixar o próprio link, é uma técnica black-hat. Opiniões são opiniões. A minha opinião sobre o que ele disse “Se te denunciarem no Google é 15 minutos até vc ficar SEM HAT……”. é diferente. Até onde entendo e tudo que li na documentação do Google, deixar link em comentários não é fazer o mal uso ou faltar com ética. Desde que não se utilize de mecanismos com a finalidade de inserir dinamicamente links em milhares de blogs (e isso tem nome, é spam), não acredito que seja algo black-hat. Se assim fosse, 99% dos blogueiros estariam sujeitos a serem banidos da indexação. E para barrar spam em comentários existem diversos plugins para sistemas de blogs. Outro detalhe: os trackbacks e pingbacks também não seriam bem vistos e a comunidade blogueira não estaria mais fazendo seu uso.

  10. Alexandre

    December 7, 2007 @ 9:02 am

    Então, eu comprei 1200 links em Directory, paguei 0,14 centes por cada directory (www.directorymaximizer.com) utilizei a palavra chave letras de musicas como title.
    Faz 2 dias que meu site não aparece mais no google…
    Só que eu não exibo banners e nem links de ninguém…

    Se quizer dar uma olhada: “editado”

    Qual chapéu eu uso?

  11. Paulo Rodrigo Teixeira

    December 14, 2007 @ 11:21 am

    Alexandre,

    No seu caso, foi Black Hat na cabeça!

    Mas tem solução. Siga os passos do post abaixo:
    http://www.marketingdebusca.com.br/reinclusao-no-google/

    Um grande abraço,

  12. Muller

    March 18, 2008 @ 7:30 pm

    Gostei bastante do exemplo da imagem de 1 x 1 px. Uma outra técnica negra semelhante à essa, que eu gostaria de destacar, é a colocação de uma DIV com display none ou overflow hidden na página. O próprio Google diz que conteúdo invisível é motivo para o site ser banido. Usar esse tipo de técnica, pode até fazer o site subir de posições no ranking, mas ele deixa de ser acessível. Já pensaram se um deficiente visual visitar um site desse? Eles utilizam robôs que fazem a leitura das páginas, logo, o robô também faria a leitura dos textos invisíveis, até mesmo da alt da tag img.

  13. augusto costa

    March 26, 2008 @ 5:04 pm

    To aplicando essas técnicas de SEO agora no meu site e já comecei a ver os resultados!

    Chapéu branco na cabeça 😉

    Augusto Costa

  14. Ruben Zevallos Jr.

    June 4, 2008 @ 7:48 am

    Não entendi ainda o que são essas técnicas, mas mes sites e da minha empresa sempre foram preparados para serem mais visíveis para as pessoas… todos tem pequenas características visuais e de navegação que visam simplificar a experiência no site… e com o tempo, procuramos também incluir para o Google meios dele entender melhor o conteúdo… eu tenho um site que mesmo sem praticar qualquer desses meios, ele foi penalizado e como foi… mas, parece que o pedido de reinclusão funciona… e as visitas estão retornando…

    Outra questão é que li nos comentários, que basta você ser denunciado que o Google te penaliza… será que algum concorrente poderá se utilizar desse meio para lhe prejudicar?

  15. triko

    August 28, 2008 @ 11:53 pm

    Oi Pedro!

    Me diz uma coisa, neste link http://www.ci2.com.br que tipo de chapéu ele usa? 😛
    Tipo, não vejo falta de ética, pois ele não está prejudicando ninguém, ou estou enganado?

    Veja o código fonte dele, e depois o do link que leva ao outro site deles.

    Acho bem interessante este caso.

    Abraço e parabéns pelo teu site, tá ajudando MUITO a comunidade web!!!

  16. triko

    August 29, 2008 @ 1:43 am

    Credo, não é Pedro, é Paulo. Peço mil desculpas por este fora! 🙁

  17. Paulo Rodrigo Teixeira

    August 29, 2008 @ 3:14 pm

    Sem problema Triko,

    O nome do meu filho é Pedro então não errou por completo. 🙂

    O site que você citou é sim um caso de Black Hat SEO e tem cara de que foi punido. Ele está prejudicando o visitante levando-o a uma página que não tem o conteúdo que ele deseja.

    Ele esconde um conteúdo do visitante ocultando a scroll bar. (levando em conta uma resolução mais baixa). Isto é texto oculto.

    Outro motivo para deixar claro o spam é a colocação de tantas palavras-chave sem necessidade. Isto é spam de palavras-chave.

    Melhor ele resolver logo. Tomara que alguma amigo dele consiga ler isto.

    Um grande abraço,

  18. triko

    August 30, 2008 @ 8:14 pm

    Opa! Legal!

    Relaxa, conheço os caras, vou avisa-los!

    Abração Paulo, e pro Pedro também hehe! 😀

  19. triko

    August 31, 2008 @ 11:47 pm

    Paulo, seguinte…

    Os caras fizeram as alterações no link http://www.cia2.com só que hj olhei o cache pelo google e notei que ontem (30/08) (que azar em?) o google indexou a page deles com aquele monte de palavra-chave. Porém, hj vi pelo código fonte que tava bem melhor, mas como não so entendido no assunto, queria teu parecer hehe! Se for possível e não for abuso te peço pra dar uma olhadinha no código fonte deles, até pq to afim de fazer algo no meu site que também é em flash, então to me orientando por este caso aqui. Assim como outras pessoas devem estar tb hehe!

    Um abraço!

  20. Rodrigo Cavalcante

    January 23, 2010 @ 9:35 pm

    As opções existem, cabe a cada um escolher o seu caminho.

TrackBack URI

Comente