Google bomb no Brasil

Depois da absolvição de Renan Calheiros pelo Senado Federal, alguns blogueiros criaram uma Google Bomb. Ao procurar pelas palavras vergonha nacional, no Google e clicar em estou com sorte, o site é direcionado para a página do Senado Federal.

Claro que isto é uma manifestação, mas o que talvez muita gente não saiba é que o Google Bomb pode ser considerado crime. Tal como um post criticando alguém pode ser considerado calúnia, um link depreciativo como este e de plena consciência do que está fazendo pode ser considerado também difamação. Por isto, saiba o risco que está correndo. Outros já foram processados.

Por conta destes problemas, em janeiro deste ano, o Google removeu a força do Google Bomb. A prova era que o termo miserable failure que não retornava mais a biografia de George W. Bush, presidente dos Estados Unidos. Na época testei os Google Bombs brasileiros e realmente eles tinham perdido a força. Porém em julho deste ano, notei que o Google Bomb voltou a ter força.

O maior valor da Google Bomb é que ela é democrática. Se muitas pessoas afirmam as mesmas palavras para uma página, ela acaba “recebendo” este termo. O Google dá muito valor aos links para rankear seus resultados.

Vamos ver alguns dos Google Bombs mais famosos no Brasil.

  • Déspota cachaceiro: retornava a página do presidente Lula no governo
  • Vice de novo: retornava a página do Vasco da Gama
  • Mulambada: retornava a página do clube do Flamengo
  • Vergonha nacional: retorna a página do Senado
  • Maior mentiroso do Brasil: ainda retorna a biografia do Lula na wikipedia. Na época noticiei o fato e desfiz o Google Bomb gerando um ataque de comentários.

Observação: alguém excluiu o Google Bomb do Flamengo da página de wikipedia. Será que foi um flamenguista. 🙂

12 Comentários »

  1. Pedro Menezes

    September 17, 2007 @ 10:16 pm

    Fala Paulo!

    Não sabia desses outros Google Bombs.

    Li sua matéria na RevistaW sobre o BlogCamp. Não é seu primeiro texto lá, certo? Acho que já li outra matéria sua… Vou olhar a coleção depois. Faz tempo que eu não a comprava. 😉

    Um abraço!

  2. Paulo Rodrigo Teixeira

    September 18, 2007 @ 1:59 pm

    Oi Pedro!

    Que bom que a matéria trouxe algo novo.

    Realmente escrevo para a revista W. Sou colunista dela há uns dois anos. Como o tempo voa!

    Grande abraço,

  3. Contos Eróticos

    September 21, 2007 @ 5:17 pm

    Então, acho que sei + ou – como criar um Google Bomb, 1º você acha um site que tenha pagerank alto, depois você realiza vários comentários em blogs e fotologs que contenha algum pagerank (para valer pontos) e pronto!!!
    Já fiz esse teste e deu certo.

    Para corrigir: Só trocar o endereço, na maioria das vezes é trocado um caracter e já está tudo ok.

    Parabéns pelo Blog..

  4. Contos Eróticos

    September 21, 2007 @ 5:27 pm

    Oh, desculpe eu comentar de novo (se quizer pode apagar)
    Olha mais um exemplo:

    Fui no Google e digitei
    link:pt.wikipedia.org/wiki/Luiz_In%C3%A1cio_Lula_da_Silva

    aproximadamente 114 com links para pt.wikipedia.org/wiki/Luiz_In%C3%A1cio_Lula_da_Silva

    Nossa, 114 links…
    tenho um site com 60 links (que parece com link: e claro no sitemaps tem 3 ou 4 mil) e tem pagerank 4 imagine um com o dobro de link….

  5. » Dicas r

    October 1, 2007 @ 3:06 pm

    […] Google Bomb no Brasil […]

  6. Ruben Zevallos Jr.

    June 4, 2008 @ 8:12 am

    Realmente a natureza humana é fantástica… e na Internet nem se fala… como que tem gente com a imaginação de usar recursos como O Google para gerar o impacto de uma bomba… fantástico isso… e espero nunca ter esse tipo de problemas…

    Ótimo artigo..

  7. Um Google Bomb cínico e mentiroso? | Marketing de Busca

    June 19, 2008 @ 4:47 pm

    […] um possível site do político José Serra. Ao invés de simplesmente avisar sobre um novo Google Bomb sobre um político famoso, preferi fazer uma rápida análise da […]

  8. Hoje é o meu aniversário, mas o PageRank é para você! | Marketing de Busca

    July 25, 2008 @ 10:42 am

    […] a busca por [parabéns super-chefe] não é um Google Bomb real, mas podia […]

  9. Jesse Rodrigues

    August 14, 2008 @ 1:31 pm

    Bacana!

  10. hui

    June 30, 2009 @ 2:45 pm

    super bomba

  11. Andrew - Desenvoltimento WEB

    December 10, 2009 @ 4:35 am

    É dificil de Se criar um google Bomb?

  12. kelly

    May 7, 2011 @ 11:48 pm

    ja foi-se tempo de google bomb

TrackBack URI

Comente