Arquivos de May, 2008

Brasil é o décimo na busca por SEO

Google Trends SEO BrasilEssa é uma notícia para o Brasil comemorar. Pela primeira vez, o Brasil apareceu no Google Trends na quantidade de buscas pelo termo SEO em maio de 2008. Vamos ver se isto continua até o fim do mês. Claro que é apenas a décima posição e comparando com outros países nossa representação é mínima, mas é visível o quanto as empresas e pessoas aqui estão começando a se preocupar com SEO.

Este movimento de crescimento por SEO também tem um lado ruim. Começam a aparecer no mercado especialistas no assunto vendendo óleo de cobra. Aparecem também empresas que praticam spam em buscas prestando serviços. Claro que tem várias empresas excelentes, mas quando uma faz besteira, queima imagem do mercado. Imaginem que tem até praticante de Black Hat SEO lançando livro sobre SEO. Como quem compra um livro vai na confiança de tudo que é publicado é bom, o mercado acaba sofrendo. Por ter anos nesta área, sei que essas pessoas vem e vão, só torço para que não façam um  grande estrago enquanto existirem. A grande vantagem é que tenho conhecido muita gente boa e esforçada entrando neste mercado. Já tive a oportunidade de treinar grandes talentos que já estão começando a despontar no mercado.

Agora um detalhe. Notei que o Google Trends ao invés de aumentar a quantidade de palavras com volume suficiente para aparecer, está diminuindo. O que será que está acontecendo?

Comentários (18)

Caiu de posição? Pode ser uma flutuação no resultados

Estas duas últimas semanas, várias pessoas reportaram que seus sites despencaram nos resultados. Muitos imaginaram terem sido punidos, quando é punição, é só checar no Google Webmaster Tools se tem uma mensagem, corrigir o problema e pedir a reinclusão do site. Porém o que aconteceu é que houve uma flutuação nos resultados. Essa flutuação não é rara, mas acontece. Um motivo pode ser uma mudança no algoritmo, ou seja, o Google mudou a regra do jogo, tirando valor de algum fator ou aumentando outro. Também pode acontecer do resultado de um datacenter ou máquina diferente. Então na mesma consulta, cada hora aparece um resultado diferente.

A dica que eu dou neste caso, é tenha paciência e espere. Muitas das pessoas que entraram em contato já tiveram suas páginas retornando as posições originais. Se você está fazendo White Hat SEO, não há por que se preocupe pois a chance de uma perda de posição é pequena. Se você faz Gray Hat SEO, você pode ter perdido a força daquele “macete”. Pode não ser bom para você, mas é bom para todo mundo, pois os resultados ficam mais naturais. Agora se você está fazendo Black Hat SEO, volte ao primeiro parágrafo e revise sua estratégia.

Comentários (11)

Vida corrida, mas estou com sorte

Estas duas últimas semanas foram muito corridas. Ainda não consegui terminar a edição da cobertura do evento Marketing de Busca, mas ela vai sair. 🙂

Porém uma coisa legal aconteceu quando cobria o 10° encontro Locaweb (que também vai sair a cobertura). Ao fim do evento aconteceu um sorteio. Meus amigos e quem me acompanha pela internet já sabe da minha incrível sorte e como ela envolve pessoas próximas. Voltando ao evento, informaram que iriam sortear um notebook com roteador Wi-Fi. Ao lado meu lado estavam a Marcia e o Ronan, meu primo que convidei para participar do evento. Antes do sorteio, avisei a ambos que um de nós iria ganhar o prêmio. As pessoas nas cadeiras próximas me olharam muito atentas por falar com tanta convicção.

Em resumo, não deu outra. Ganhamos o notebook. O sortudo foi o Ronan, que está feliz da vida com sua máquina nova. Vou colocar as fotos na cobertura para provar que não é história de pescador.

Vou aproveitar o post para contar alguns acontecimentos recentes:

Na próxima vez que tiver um sorteio, fique à vontade para sentar perto de mim. Não custa arriscar.

Comentários (13)

SEO e SEM: O que funciona e o que não funciona na web

Este é um painel que participam várias pessoas como o Marcelo Sant’Iago, o Alexandre Kavinsky e a Martha Gabriel, que tem o site que mais abre DIVs popups que eu já vi e isto não combina muito com SEO. Não entendi bem este uso de H1 duplicado, com navegação dentro dele, e ocultando do usuário o navegador, ou seja, o conteúdeo diferente para o navegador e para o usuário. Nem vou entrar no detalhe o keyword stuffing no atributo ALT. É um bom case para o time de spam do Google, não acham?

Na primeira pergunta sobre estratégia, todos falaram sobre palavras-genéricas que costumam ter gastos altos e baixa conversão, enquanto palavras long tail tem gasto menor, mas alta conversão. O Marcelo falou que não se pode generalizar, pois tem campanhas como da Abril em que consegue bons resultados com palavras genéricas.

Falaram novamente do case Tecnisa e da compra de um imóvel com links patrocinados com a palavra gravidez escrita com “s”. Falaram que é importante usar termos digitados errados, mas somente para links patrocinados e não para SEO.

Falaram também da busca universal e o Marcelo lembrou uma polêmica que está acontecendo lá fora que alguns falam que o SEO vai morrer em virtude da busca universal e ele fala o contrário. Concordo com ele, pois a cada dia é necessário se preocupar com outras mídias. Otimizar para imagens, regiões e vídeos já é uma realidade. O Alexandre disse que não acredita que o SEO vai acabar, pois isto só aconteceria se acabasse o algoritmo, o que é muito improvável. Também está certo.

O Marcelo falou que costuma procurar pelo nome dele. E nessa busca encontrou o site do Bruno Torres com um artigo falando do evento. A Martha falou do case do Boticário. O Marcelo falou da NET virtua que em seus resultados tem várias reclamações de usuários.

Falou do caso do Wal-mart que contratou blogueiros para falar dela e criou uma situação difícil para a empresa. Contou também um case da NorthEast Airlines que com um press-release e conseguiu vender muitas passagens por ele. Já falei no curso da importância do uso de press-releases.

Foi falado sobre Black Hat SEO e os cases da BMW e da Ricoh que foram banidas. Marcelo lembrou da confusão de IPs no Brasil, que às vezes você está em um estado, mas o seu IP é de outro. O Alexandre deu a dica de usar no anúncio de link patrocinado o estado da segmentação. Outra pergunta foi sobre compra de palavra-chave de outros anunciantes. O Alexandre falou que depende da relação, mas que o retorno é muito bom. O Alexandre falou de um estudo americano em que mais de 25% dos cliques em links patrocinados são fraudulentos.

Comentários (16)

PageRank atualizado ou atualizando?

Tenho recebido muitos e-mails me felicitando por alcançar o PageRank 6. Obrigado a todos que lembraram de mim, mas eu é que tenho que agradecer a todos os leitores. Fico feliz com a notícia, claro, mas tem duas coisas importantes para falar sobre as atualizações do PageRank.

A primeira é que é preciso sempre aguardar um pouco para ter certeza do valor do seu PageRank. Os motivos são vários. Um deles é que o cálculo do PageRank acontece em vários datacenters diferentes. Não sabia? Pois é, o Google não tem uma máquina única que responde a todas as solicitações. Na verdade são centenas de datacenters diferentes. Durante a atualização, o valor do PageRank destas máquinas varia bastante. Normalmente o PageRank aparece como zero ou não atribuido, mas às vezes o valor aparece muito variado, podendo ser menor ou maior que o valor real, já que o cálculo está em andamento.

Um outro detalhe é que mesmo que você confira seu PageRank em diferentes datacenters e perceba que ele está igual em todos, pode ser que a atualização ainda não esteja finalizada, por isto é importante aguardar um pouco para ter a certeza do novo número. Pode até acontecer de um atualização ocorrer quase que seguida de outra.

A segunda coisa é algo que já falei: não se preocupe tanto com o PageRank. Ele é apenas um dos mais de 200 fatores de SEO. Se você produz um bom conteúdo e páginas descritivas e que auxiliem o seu visitante, você já estará fazendo um bom trabalho.

Comentários (24)